sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Quem tem medo das mulheres modernas?


As feministas adoram dizer que os homens têm medo das mulheres modernas, inteligentes e independentes. Penso que isso pode ser verdade.

A palavra fobia vem do grego “phobos”, que pode significar “medo” ou “aversão”. O termo aracnofobia, por exemplo, se aplica às pessoas que têm medo de aranha; já xenofobia é a aversão a pessoas estrangeiras. A moda hoje é falar em homofobia, que também é usada para designar a aversão aos homossexuais. Veja bem, esta palavra pode designar dois sentimentos diferentes, o medo e a aversão. No caso de aranhas, você pode sentir os dois, mas o mais comum é o medo. No caso dos homossexuais, me parece um tanto estranho que alguém venha a ter medo, então entendemos como aversão. Dizem alguns especialistas que ter medo é ter aversão a algo, mas será que ter aversão significa, também, ter medo?

Baseado nisso, podemos dizer que as feministas estão certas, nós temos “medo” delas. Minha aversão por estas mulheres é tão grande que nunca me interessou nem para amizade, muito menos para dividir minha vida com tal criatura.

Como boas manipuladoras que são, as feministas confundem as palavras para nos deixar confusos e, assim, nos seduzir para a sua causa repulsiva. Dizem que os homens não gostam (ou têm medo) de mulheres inteligentes. Esta é uma grande MENTIRA. Quando elas falam em “inteligência”, na verdade se referem a títulos acadêmicos, o que demonstra o quanto são preconceituosas. Isso significa – no dizer “del@s” -- que nascemos burros e nos tornamos inteligentes ao estudarmos e nos graduarmos. A mulher inteligente já nasce assim, não precisa de títulos de doutorado para provar seu valor. Homens gostam de mulheres inteligentes, mas da inteligência prática, daquilo que toda mulher precisa saber. E para isso, ela não precisa de curso universitário.

Ao homem forte e bem preparado, não lhe importa se a mulher tem mestrado, doutorado e pós-doutorado e fale dez idiomas e, no entanto, seja péssima cozinheira, fria na cama, pouco sensual, carinhosa e que ainda tenha aversão a crianças. Mesmo os homens que não gostam de crianças, querem mulheres que gostem de pirralhos. Um homem não precisa gostar de crianças para querer ser pai, mas a mulher tem, pois será ela que terá de carregar o bebê em seu ventre e depois amamentá-lo. Esta é uma qualidade que todo homem (que deseja ter filhos, formar uma família de verdade) deve buscar numa mulher; vale mais do que mil doutorados.

No meu caso, sempre gostei de mulheres inteligentes*. Eu jamais me casaria com uma mulher da qual eu considerasse idiota. Quero alguém com o mesmo nível que eu, para que possamos construir uma vida juntos com muita responsabilidade. Mas assim como eu sempre quis uma mulher que estivesse no meu nível, eu também não gostaria de uma mulher que estivesse muito acima de mim. Infelizmente, a mulher não sabe conviver com um homem que lhe é inferior; ela sempre pisa nele quando percebe isso. Por isso eu sempre aconselho meus conhecidos a fugirem das mulheres que ganham mais, que são mais inteligentes ou muito mais cultas. Não é medo, é precaução. O poder deixa a mulher menos feminina, pois ela precisa abrir mão de sua ternura e ser rígida com aqueles que irá comandar.

Os homens não gostam de mulheres “independentes” porque estas costumam ser muito individualistas e arrogantes ao extremo. São mulheres egoístas, que só pensam nelas e que não pensam duas vezes antes de trair o marido (“o corpo é delas e elas devem fazer seu uso como bem entendem”). Se ganham mais, tentam se impor em casa e mandar mais. É a mulher que não faz falta a homem algum, pois nem para sexo este tipo de mulher serve, já que costuma ser fria ou quando está afim, acaba dando para outros também.

E então, despeitadas pelo alto índice de rejeição que sofrem (por parte dos homens honrados e másculos), estas mulheres ficam por aí, aos quatro ventos, dizendo que temos medo delas. Então devo admitir que tenho medo delas – considerando o significa do termo FOBIA – e não é pouco, é mais do que suficiente para me manter afastado desta praga pro resto da minha vida.

P.S.: Este não é um trabalho científico ou acadêmico. Não tenho a obrigação de tentar provar nada. Se duvida de mim, então busque por si em qualquer dicionário ou na internet. Esta é a minha opinião e se não gostou do que leu, tem a liberdade de sair e nunca mais voltar. Grato.

* Eu sou noivo. Meu relacionamento vai bem, obrigado. Sim, ela conhece todas as MINHAS opiniões e sabe deste blog, e ainda vai casar comigo. Não, ela não depende financeiramente de mim. Ela já está formada e trabalhando.

18 comentários:

Diego Stallone Frodo disse...

Parabéns pelo ótimo texto, cara!
Continue nesse ritmo, penso exatamente igual a você por isso sempre entro no teu blog!

Parabéns de novo e grande abraço!

Eimard disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk vc tem medo é pq não sabe dominar esse tipo de mulher.Só tem manha com as fracas de pensamento e submissas... kkkkkk

Lobo Sagrado disse...

Eimard,

Você se acha tão esperto, mas só mostra a tua ignorância em chamar de "fraca de pensamento" mulheres femininas e dóceis. Minha noiva é uma mulher exemplar, que me respeita muito e é a pessoa mais inteligente que conheço. Estdou em escola pública, entrou numa faculdade federal e conseguiu se formar em Matemática sem pegar dependência. No entanto, é a pessoa mais simples do mundo e sem "carreirismos". Se você gosta de mulheres mandonas, carreiristas, competitivas, e que um dia vai te trocar pelo trabalho, seja feliz.

Domar uma mulher marrenta, eu domo. O negócio é que na minha casa eu quero harmonia e compenheirismo. Deixo a "guerra" para travar contra outros homens; não preciso ficar provando minha masculinidade pegando mulher durona.

Indefinido disse...

"Minha aversão por estas mulheres é tão grande que nunca me interessou nem para amizade, muito menos para dividir minha vida com tal criatura."

Estou nesse grupo também.Não quero nem para cumprimentar.

Indefinido disse...

"
O poder deixa a mulher menos feminina, pois ela precisa abrir mão de sua ternura e ser rígida com aqueles que irá comandar."

Ainda mais quando a função é masculina como militarismo e outras

Indefinido disse...

"E então, despeitadas pelo alto índice de rejeição que sofrem (por parte dos homens honrados e másculos), estas mulheres ficam por aí, aos quatro ventos, dizendo que temos medo delas. Então devo admitir que tenho medo delas – considerando o significa do termo FOBIA – e não é pouco, é mais do que suficiente para me manter afastado desta praga pro resto da minha vida."

Não é medo no sentido de pavor.Mas no sentido de rejeitar.Eu tenhom prazer em rejeitá-las

Indefinido disse...

"kkkkkkkkkkkkkkkkkk vc tem medo é pq não sabe dominar esse tipo de mulher.Só tem manha com as fracas de pensamento e submissas... kkkkkk"

Capachinho!Viadinho!

Indefinido disse...

"Você se acha tão esperto, mas só mostra a tua ignorância em chamar de "fraca de pensamento" mulheres femininas e dóceis. "

Disse tudo!

Indefinido disse...

"Domar uma mulher marrenta, eu domo. O negócio é que na minha casa eu quero harmonia e compenheirismo. Deixo a "guerra" para travar contra outros homens; não preciso ficar provando minha masculinidade pegando mulher durona."

Eu também domo,dando uns tapas ou sentando o dedo.Mas quero hraminia em minha casa.Guerra só com os homens.Mas se uma muklhger se meter a besta sou mais cruel com ela do que com eles.Isso serve para essas feministas de merda.;

ediane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ediane disse...

Só para completar não existe o termo "domar uma mulher" por acaso somos algum tipo de bicho? Vocês têm é que conquistar uma mulher. E isso é qualquer tipo de mulher feminista ou não.

ediane disse...

Concordo em partes das opiniões dos homens-homem e dos homens-machistas acima. Eu me considero um pouco feministas sim e talves isso até me prejudique, pq às vezes passo uma imagem de mim que não sou. Gosto de lutas, profissões militares, não quero ser sustentada por homem nem um, já tive umas 3 aranhas, mas tenho muitos pretendentes e pelo contrário do que vocês disserem, eles dizem gostar do meu jeito. É CLARO que a mulher pode gostar disso tudo sem deixar de ser mulher. Conheço muitos casais que a mulher ganha mais e os dois se dão bem. Se os dois se amam e se respeitam não é o valor da conta bancária que mudará isso, na minha opinião o escritor do site foi infeliz nessa parte. Décadas e Décadas os homens que vem humilhando as mulheres pq ganham mais. E muitas delas eram obrigadas a conviver com esses trastes pq foram criadas para casar e simplesmente tinham que aquentar tudo caladas, e agora que conseguimos ser quem realmente queremos vem um bando de machistas querendo mudar. Quero ver se fossem vcs no nosso lugar. Na minha opinião um casal é feito para ajudar uma ao outro. E só para não pensarem que sou aquele tipo de mulher feminista ao extremo, quero sim ter filhos, gosto de instrumentos clássicos e toco um violoncelo, gosto de cozinhar e sou mulher do meu jeito e coloco muitas princesinhas pra trás. A mulher tem que trabalhar tem que ser inteligente sim e digo inteligente não só em termos acadêmicos. Os homens sempre exigem de nós, temos que ser inteligentes temos que ser ótimas donas de casa, cozinhar, passar, lavar, gostar de crianças, ser a melhor esposa e etc e vocês o que tem feito para nos agradar?
Bato palmas para os homens que ajudam a mulher em casa, agora esses machistas que não poder levar um prato pq acham q isso é serviço de mulher não passam de uns @#>>>*...
Beijinhos pra vcs!!!

Lobo Sagrado disse...

Ediane,

“Só para completar não existe o termo "domar uma mulher" por acaso somos algum tipo de bicho? Vocês têm é que conquistar uma mulher.”

Pior que são. Mulher é um bicho que tem que ser domado para se conseguir respeito. Você pode achar absurdo isso, mas a verdade é que, apesar de sermos humanos racionais, não perdemos de todo nossos instintos. As relações entre homens e mulheres em muito se assemelham às relações entre os demais animais (me refiro principalmente aos grandes mamíferos, mas assemelhados a nós). As mulheres ainda querem homens viris, elas precisam sentir esta força e sentem-se excitadas com este poder. É claro que estou me referindo a um padrão e que toda regra tem exceção.


“É CLARO que a mulher pode gostar disso tudo sem deixar de ser mulher.”

Com certeza. Não se deixa de mulher por gostar de coisas masculinas, mas uma mulher assim se parece menos FEMININA aos olhares masculinos.


“Conheço muitos casais que a mulher ganha mais e os dois se dão bem. Se os dois se amam e se respeitam não é o valor da conta bancária que mudará isso, na minha opinião o escritor do site foi infeliz nessa parte.”

Em nosso mundo MODERNO, dinheiro representa poder e que quem tem mais, acaba dominando. Numa casa, aquele que tiver o maior salário, acabará se tornando o líder desta família. Isso vale até para os filhos, que acabam dominando o lar quando sustentam a casa.

Para um homem ganhar mais do que a esposa é algo comum. Muitos homens tem seus salários maiores, porém, acabam não vendo só um centavo, pois vai tudo pras contas da casa. Ao contrário do que dizem muitas feministas, muitos destes homens entregam seu dinheiro à esposa para que elas administrem as contas, compras de supermercado e supram as necessidades dos filhos.

Quando uma mulher ganha mais, fica uma situação incômoda. Apesar de muita mulher dizer que isso tem nada a ver, num momento de crise acabam jogando na cara do marido, dizendo que ele é inútil. A mulher que ganha mais tem mais tendência ao adultério, pois se acha muito poderosa e vê seu marido como um lixo, ao contrário do seu chefe autoritário e bem sucedido.


“Quero ver se fossem vcs no nosso lugar.”

“Nosso”? Me diga, o que te oprime tanto? Você vive no Afeganistão?

Lobo Sagrado disse...

“Na minha opinião um casal é feito para ajudar uma ao outro.”

Concordo plenamente. Antigamente era assim. O homem trabalhava duro o dia todo, agüentando humilhação de chefe, para garantir o sustento da família; enquanto sua esposa ralava o dia todo em casa, deixando tudo arrumado. Hoje, a mulher não respeita o marido e o vê como um rival em potencial, disputando com ele tudo, sempre tentando provar que é tão boa ou melhor do que ele.


“Os homens sempre exigem de nós, temos que ser inteligentes temos que ser ótimas donas de casa, cozinhar, passar, lavar, gostar de crianças, ser a melhor esposa e etc e vocês o que tem feito para nos agradar?”

Assim como as mulheres de hoje reclamam das exigências masculinas, muitos homens também estão insatisfeitos com o alto nível de exigência feminina. Veja, a mulher de hoje não quer mais cuidar da casa, do marido, se orgulha de seu emprego, de sua independência; mas quando sai com um homem, quer que ele banque tudo sozinho, mesmo se ele ganhar menos. A mulher não quer agir como uma dama à moda antiga, mas exige “cavalheirismo”, principalmente no que se refere a abrir a carteira. A mulher do século XXI querendo um homem do século XIX ta incoerente demais.


“Bato palmas para os homens que ajudam a mulher em casa, agora esses machistas que não poder levar um prato pq acham q isso é serviço de mulher não passam de uns @#>>>*...”

Existe uma grande diferença entre ajudar e dividir tarefas domésticas. Concordo que o cara pode dar uma mão em caso excepcionais, mas que a casa é responsabilidade da mulher, disto eu não discordo. Moro sozinho, faço tudo na minha casa. Quando eu casar, vou deixar boa parte do serviço pra minha mulher.
Como somos professores, eu poderei trabalhar em dois ou três turnos, deixando que ela só tenha um (se quiser), passando o restante do dia cuidando da casa. É uma divisão justa.

rafael disse...

`Pior que são. Mulher é um bicho que tem que ser domado para se conseguir respeito.`

Eu estava fazendo uma pesquisa e caí aqui...bixo a ser domado deve ser vc!

Un bixo muito feio inclusive..hahhaha e provavelmente um frustrado.

Nunca vi um homem lindo e desejado, bem sucessido profissionalmente ter esses `medinhos` essas fobias isso é coisa dos recalcados...certttoo, fato!

E qto a noiva se é que existe, imagina que coisinha bem fofa que deve ser...hahhahha

Lobo Sagrado disse...

Enquanto você duvida da minha beleza, eu duvido da tua masculinidade. Tem certeza que você é homem mesmo ou na verdade é uma mocréia (feminazi) que não tem coragem de se expor? Já vou avisando: não gosto de homem e nem de mulher feia, então sai de retro!

Tirana disse...

"Nunca vi um homem lindo e desejado, bem sucessido profissionalmente ter esses `medinhos` essas fobias..."

Caro 'rafael', o que você entende como medo eu entendo como precaução. Quem procura conhecer onde pisa, dificilmente cairá em armadilhas. Mas quem, por outro lado, se garante em 'qualidades' como as que você citou acima, provalvelmente será/é boneco na mão de mulher malandra, e com certeza botará no mundo filhas tão vagabundas ou mais do que a mãe e filhos tão cegos quanto o pai. Pessoas com essas características que você julga essenciais são pessoas muito fáceis de se manipular, pois estão cegas demais para enxergar algo além do seu próprio umgigo, e o que é mais interessante pra uma mulher 'moderna' do que um homem facilmente manipulável?? Prefiro continuar sendo feio e macho.

Ci menoni disse...

Quer dizer que homem não precisa gostar de criança para ter filhos?
Desculpe,mas foi a coisa mais idiota que já li. Um pai tem que participar da criação de seu filho, ele é tão importante quanto a mãe, como um pai que não gosta de crianças,vai brincar e dar atenção a seus filhos?
Quanto a casa ser serviço só da mulher, você é machista e não masculinista. O serviço da casa deve ser dividido entre os dois, assim como as despesas. Se os dois trabalham, quem tem mais tempo cuida da casa.E se sua mulher quiser trabalhar os dois turnos?
E só nos da medo aquilo que não podemos dominar, na verdade você e os irmãzinhos machistas, querem mulheren submissas .Quanto as mulheres que trabalham serem mais propícias ao adultério,isso serve para os homens também.